sábado, 19 de novembro de 2011

O Poeta!


O poeta se encontra triste
Seus olhos de lágrimas se encharcam
Pega a caneta e desenha algumas
Palavras, mas não consegue expressar o que sente
Só tristeza, os pássaros se calam
O vento ameno se afasta
Sua dor se esconde e na mente
Os fantasmas se animam
Seus pensamentos se confundem
Sem ação, sem graça se deixa levar
E no seu inconsciente ele sente
Que jamais poderá parar.
Dura vida de um poeta,
Que se confunde
Que não se acerta...