quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Ate a eternidade

Segurei em tuas mãos e caminhamos juntos
Superamos obstáculos, atravessamos crises,
Sorrimos e choramos, suportamos dores,
Compartilhamos alegrias e tristezas.
Continuamos nossa caminhada
Através da vida. Que seja eterna
A nossa convivência.
Era meu sonho.
Que nosso sorriso se apagasse juntos
E que pudéssemos seguir além da vida
Como eternos companheiros.
E que fossemos lembrados, por nossa eterna aliança.
Luiz/21/12/2014

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Sob os meus pés

Estarrecido em frente ao ilusionista
Paralisado com os olhos fixos no mágico,
Imobilizado como um grão de areia
Levado pelo vento rente ao chão.

E assim que me cinto, sem olhos,
Sem ouvidos e sem ação.
Esperando que o vento pare e
Que meu pé volte a ter apoio.

E que em algo sólido possa amparar
Pra que não tombe e venha na areia
Meu corpo inteiro se afogar.
Arrastar-me, segurando na mão da natureza,
Para que eu possa novamente
 Encontrar os meus caminhos
E por ele novamente me encontrar.


Luiz/11/12/2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

O último toque,,a última noite de amor

O último toque.a última noite de amor

Fecho os olhos e relembro nosso último encontro.
Não sabíamos que seria o fim, com a mesma emoção,
Encontramos-nos, nossas mãos havidas de desejo,
Massageava nossos corpos intensamente.

Suaves toques dos meus lábios em teus seios
E dos teus em mim, buscavam aquela sensação de paz.
Eram momentos únicos, mágicos,
Ah, tão macio o teu corpo, aveludado, tenro.

Os suspiros, uma vontade intensa de amar.
Corpos perfeitos se acariciavam.
Tudo maravilhoso, gostoso de viver.
Vontade de fundir nossos corpos em um.

Mas, quis o destino que nos separassem,
Um vento forte, uma tempestade...
Perdemos-nos no espaço
E lá se foi o nosso amor,
A última noite de amor...


Luiz/01/12/2014


sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Ah!Suas maos


Ah!Suas mãos!Profundos sentimentos.
Assanham minha mente neste instante.
Percorrem meu corpo em chamas,
Acordam os mais complexos desejos.

Na carne macia tateiam seus dedos
Os pelos eriçam de repente,
Como a serpente o corpo retorce
Os olhos assimilam os contornos.

E o corpo recolhe encolhe,
E os dedos nas mãos continuam
Cravando em meio às sinuosas curvas.
Acordando, excitando ,provocando paixão.


Luiz/28/11/2014

sábado, 22 de novembro de 2014

Descoberta

Vivi de sonhos e hoje acordo sem nada
Pois os sonhos embora satisfaçam seu ego
Não nos acrescentam nada.
Agora, apesar de tudo, quero viver a realidade,
Apagar as travessuras, os sonhos do passado.

Viver as aventuras que não tive coragem
Viver o amor com intensidade,
Viver livre, flutuar no espaço,
Deixar que o vento me leve
Ao seu lado para vivermos
A nossa realidade.

É tudo que quero da vida
Deixar que você se sentisse a vontade
Comparando o nosso amor
Com a mais linda amizade.


Luiz/22/11/2014

domingo, 16 de novembro de 2014

A vida

Faça como uma árvore envelheça florindo e frutificando
Embora seu tronco não suporte mais os seus galhos
Ela permanece encurvada mantendo a vida.
Galhos retorcidos, mas a essência da vida permanece intacta.

Deixe seus pensamentos bailarem, deixe as dúvidas passarem,
Permaneça crendo em seus valores em seus ideais.
Não ceda ao forte apelo da deprimente vida solitária,
Erga, como as árvores, a sua inteligência, não perca a vontade de viver.

Assim sendo amadureça feliz, passe mais uma fase da vida sendo útil.
Vanglories de suas realizações de seus descendentes que continuaram,
Pela vida a sua caminhada, vá seja feliz, não chores o que passou.
Pense que o melhor está por vir, a eterna felicidade.


Luiz/16/11/2014

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Despedida

Em teus braços... Só alegria.
Nos embalos de teus lábios, euforia.
Saudades daquele dia que entre lagrimas
Vi em teu rosto tanta alegria.

Mas naquele fatídico dia,
De despedida vi as lagrimas...
Vi estampado a tristeza em teu rosto
Ofuscando a tua beleza.

Sofri, deixei de sorrir, mas,
Enchendo o peito de coragem
Jamais deixei apagar de meus olhos
A sua linda imagem.


Luiz.14/11/2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Sentido da vida

Agora me encontro, sentado nesta pedra,
A beira do caminho a meditar
Ouvindo o ruído das águas e o cantar dos passarinhos
Observando as borboletas e o redemoinho.
Olhar vazio, semblante triste e solitário,
Sem saber direito em quem acreditar,
Se nas palavras que o vento leva
Ou nas imagens que os olhos veem a passar.
Imagino os anos que se foram,
As alegrias e tristezas que vivemos
A paz, os sofrimentos, os amores.
Mas sei que a vida é um teatro e nós  ...
Somos os eternos atores.
O que vivemos ou viveremos
São os papéis que bem ou mal vamos
Pela vida representar.


Luiz/13/11/2014

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

borboletas e poetas

Poetas e borboletas se misturam em sonhos
Confundem-se nos murmúrios da natureza,
O poeta viaja na mente, nos pensamentos sombrios...
Na sua imaginação fértil e criativa de onde retira suas fantasias.

A borboleta voa livre, pousa nas flores, sobre os jardins,
Não pensa, não sonha, não sofre, apenas sobrevoa as flores.
Carrega suas cores vibrantes, mas em nenhum instante, se cansa,
Mas encanta o louco poeta que escreve, descreve a  beleza,
Contida em suas asas, em suas cores vibrantes.

Sonha e escreve o poeta, voa e revoa a borboleta,
Pousa nos galhos, a borboleta, alça voo novamente.
Mas o poeta apenas escreve com a louca vontade
O que lhe vem na mente,suspira,parece um demente
 Insistente não para e a borboleta voa, baila e parte,
Pois sua vida e a do poeta continuam ligadas para sempre.


Luiz/24/10/2014

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O besouro negro

video
Encontrei perdido na calçada
encaminhei para o quintal
e na terra fresca e molhada ele se escondeu.


domingo, 19 de outubro de 2014

Nas asas de uma borboleta
Ainda quero voar
Passear sobre os jardins
Dar piruetas no ar.
Olhar as flores os jasmins

Passar sobre os canteiros
E em uma flor pousar.
Passear o dia inteiro
Colhendo o néctar das flores
De uma a uma nos

Nossos lindos viveiros.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Pássaro preso

Pássaro na gaiola

Estranho ouvir o canto suave e triste
Do pássaro condenado a prisão.
Na verdade não é canto é lamento
E nas grades da gaiola ele lamenta
A liberdade que lhe foi tirada
Por capricho ou mera ignorância
Aprisionam o pobre e indefeso
Dão-lhe alpiste e um pouco de água
E esperam que a solidão aperte
Para que o pobre pássaro
Solte os lamentos pela liberdade
Então perdida.
Queria que abrisse as portas das gaiolas
E restaurassem a liberdade deles perdidas.
E no mesmo espaço a eles reservado
Colocassem aquele que lhe tiraram a liberdade.

Luiz/29/07/2014

domingo, 27 de julho de 2014

O velho

De longe se via no canto da varanda,
Olhando para o tempo
Sentado em silêncio
Um velho a pensar.
A vida que passa.
Suas mãos calejadas
As marcas cravadas
Das árduas jornadas
Ao sol escaldante
Agora só restam lembranças...
Os pensamentos flutuam
Levando pra longe

Sua vida seus sonhos.

Luiz,27/07/2014

domingo, 8 de junho de 2014




Olhar cansado triste e solitário
Assim me sinto neste instante
Quando me lembro do afago doce
De teus lábios sensuais.
Dos gemidos, dos prazeres,
Da paz do antes e do depois
De ver e de sentir teu corpo
Belo e ofegante do meu lado.
A pele, o seio as partes intimas...
Tudo perfeito, tudo muito belo.
Gostaria de viver eternamente
E em teus braços adormecer de novo
Mas sei ser impossível, então,
Bate-me esta tristeza, esta vontade.
De chorar. E assim vivendo eu vou
Até que a morte bata em minha porta
E venha me levar.
Luiz/08 de junho de 2014


sexta-feira, 30 de maio de 2014

Te vejo


Quando te vejo, o beijo...
O espelho, a luz...
Aquele sorriso, que doce...
Abraços, as lágrimas...
São de verdade, mas de felicidade.
O seu perfume é como a luz...
Do vaga  lume que atrai...

Lábios sensuais,
Desejos jamais contidos.
Braços estendidos,
Abraços, gemidos
Palavras ditas no ouvido.
É amor demais...

Luiz 30/05/2014

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Ternura

Tu és a luz das estrelas nas noites escuras
Tu és o sol que aquece nos dias frios de inverno
Tu és a luar que encanta a noite dos namorados
Tu és o beijo quente da vida que espalha
A ternura de teus abraços
Tu és o sopro da vida que vem com a brisa,
Enfim, tu és a razão de toda minha vida.

Luiz/26/04/2014

Viver feliz

Viver feliz eternamente é um sonho
A vida é feita de pequenas ilusões,
Que nos conduz, ou não, a ser felizes.
Fugir, esconder ou disfarçar as lágrimas,
Ou os sorrisos não nos trará nenhum alívio.

Aproveitem os momentos de alegria
Salte , cante ,dance e solte seu sorriso.
Agradeça a luz da lua e o sol do meio dia.
Tudo é perfeito, tudo é beleza e euforia.

Luiz/27/maio de 2014

sábado, 3 de maio de 2014

Plantando

Amigos queriam proibir que eu replantasse,
Uma árvore que a muito foi ceifada
E a golpe de machado foi cortada
No espaço verde onde havia outras
Árvores que também foram derrubadas.
O fogo queimou tudo, até as raízes
E sementes foram queimadas.
Uma nascente que ali jorrava, secou.
E no leito seco onde ela passava
Ficaram as pedras arredondadas
Pelas águas que rolavam.
Sem o abrigo das árvores
Sem as nascentes que saciava sua sede,
Os animais que ali moravam, partiram...
Agora não se ouve nada
Nem os cantos das aves angustiadas,
Nem o burburinho das águas que passava.
E assim diariamente acontece
O homem continua a depredar,
Ceifando a vida de quem nos da vida.
Pensando então em recuperar
Parte deste bioma que vai acabar
Eu exijo o meu direito de plantar.

Luiz/03/05/2014

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Despertar


Tapetes de folhas no caminho,
Das velhas árvores que florescem,
No alto dos galhos os ninhos,
Do dia que amanhece,
O canto dos passarinhos.

Da noite enluarada, da varanda lá de casa,
Eu ouço a melodiosa cantiga.
No fogão cheio de brasa
Em uma caçarola antiga
Aça a broa de fubá

Pra cedo ao se levantar
Quando o café for passar
A merenda bem quentinha
Vai nos alimentar.

Luiz/30/04/2013

terça-feira, 29 de abril de 2014

Flores










Vida ou canção


Noite de lua, céu estrelado,
 Sereno na madrugada fria,
Os olhos abertos esperando o dia.
Lá fora a brisa, os primeiros piados,
Dos pássaros anunciando o nascer do sol.
As flores exalam o perfume,
As árvores sacodem os galhos.
Onde as gotículas de água se agruparam.
Na chaminé a fumaça branca anuncia,
Á hora do café ao alvorecer do dia.
Esta vida na chácara, não é só uma vida,
É uma melodia, canção romântica,
Despertar de energia.

Luiz/29/04/2014

sábado, 26 de abril de 2014

Tu és

Tu és a luz das estrelas nas noites escuras
Tu és o sol que aquece nos dias frios de inverno
Tu és a luar que encanta a noite dos namorados
Tu és o beijo quente da vida que espalha
A ternura de teus abraços
Tu és o sopro da vida que vem com a brisa,
Enfim, tu és a razão de toda minha vida.

Luiz/26/04/2014

E a vida que passa

Suspiros, a vida que passa,
E escapa.
Por entre os dedos da noite,
O medo.
O tempo que leva nossa juventude.
Ilude.
De olhos fechados eu vejo,
O beijo.
Do tempo que passa e marca,
As datas.
E nos aproxima assim,
Do fim.
E o tempo, por entre as folhas,
A escolha.
Deixou para sempre apagado
O nosso passado.

Luiz,25/04/2014

terça-feira, 25 de março de 2014

O que falta?

A terra seca implora piedade
As matas ciliares ceifadas
Erosões, crateras barrancos enormes,
Escorrem dos morros, aterram os rios,
Obstruindo as artérias que nutrem o solo.

A ganância de alguns contribui com o fim
Dos leitos perenes que alimentam,
Do sangue que outrora corriam abundantes
Alimento constante dos seres vivos.

E agora que a terra descendo da serra
Entopem as artérias dos rios pequenos
Secando o terreno, matando de sede,
Os grandes ,e os pequenos?

Luiz/24/03/2014

Acordei de um sonho

De um sonho acordei!
Abrindo os olhos eu avistei,
Em passos lentos você se afastava
Levando de mim o que conquistei

Chorava, e o vento levava minhas lágrimas.
As árvores pra mim murmuravam
Tentando confortar minha alma.
Sentimentos de perda eu sentia.

E o vento corria, sorria...
Sibilando entre as matas
Partia, levando pra longe a alegria,
Mesmo assim eu sofria.

Luiz,25/03/2014


sábado, 15 de março de 2014

Ainda me lembro


Ainda me lembro,
Nos primeiros toques teu rosto transformava
De pálido brilhante, em rubro a cor da paixão.
Seu olhar para alto se estendia
E furtivamente em meu corpo fixava.

Tocava em teu corpo e novamente, você tremia,
Docemente seus lábios entreabertos
A mim oferecia.
Guardo até hoje seu perfume
Tenho ciúmes...
Tenho medo que alguém toque seu corpo,
Como eu toquei e sinta o que senti.
E viva o que vivemos...

Um sentimento belo
Um amor eterno, incondicional,
Não me leve a mal,
Porque não quero e jamais vou esquecer...
Os belos momentos que vivemos...


Luiz/15/03/2014 


terça-feira, 11 de março de 2014

Até os momentos finais


A o abraço dos ventos nas folhas
O banho de luz que a lua oferece
O orvalho que umedece
A planta com o tronco em bolhas...

Carrasco/juiz que condena
A árvore frondosa e bela
A pena de morte, deixando o serrote,
Seu tronco ceifar...

Bicho homem, que mal lhe fizeste?
O belo cipreste, que floresce,
Que frutifica pra matar sua fome?

Sem ódio, com pena.
A árvore serena acompanha
O carrasco cobrindo-lhe o corpo
Até nos momentos finais.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Sonhando...

Sonho, e em meus sonhos vejo você.
Seu corpo na penumbra aparece,
E em teus olhos vejo a luz.
E a luz nos ilumina...
Nossos corpos se encontram
E nos tocamos levemente
Olhos fechados,
Tudo nos parece colorido
É o amor, o carinho, o desejo.
Em cada toque um suspiro,
Em cada suspiro, gemidos de prazer...
E assim vivemos um amor eterno, impossível...
de viver.

Luiz, 17/02/2014

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Plante uma árvore

engajamento virtual na campanha
 “PLANTE UMA ÁRVORE
A campanha “Plante uma árvore” é uma ação sustentável realizada pela Ikebana Flores. Toda a sua divulgação é realizada pelo Coletivo Cirandar

A Campanha “Plante uma árvore” está sendo disseminada nos blogs, sites e redes sociais, e tem ganhado apoiadores de diversos locais do país. A campanha é colaborativa, o que faz toda a diferença, pois para ter a participação efetivada e a muda plantada em seu nome o internauta precisa postar o link com o nosso conteúdo exclusivo em seu site ou blog.
Sabemos a sociedade, de modo geral, tem se tornado mais consciente sobre a responsabilidade individual e coletiva, e ter uma atitude sustentável faz toda a diferença. É nosso direito e obrigação acompanhar as ações políticas, cobrar para que as grandes empresas sejam fiscalizadas rigorosamente e, dessa forma, poderemos esperar por um futuro ambientalmente melhor.
Já foram mais de 150 apoiadores, um deles é o SOS MATA ATLÂNTICA que está disseminando um guest post* sobre a nossa campanha - http://www.sosma.org.br/blog/doacao-de-mudas-para-acao-de-reflorestamento-na-serra-do-gandarela-mg; outro apoiador é Bike Pedal e Cia - http://www.bikepedalecia.com.br/noticias-que-rolam-por-ai/semeadores-do-bem-ciclistas-ativistas-nas-trilhas-de-minas-gerais
A importância da Serra do Gandarela falando em diversidade natural é indiscutível, são biomas de Mata Atlântica, vegetação rupestre e expansão de cangas ferruginosas. Gandarela também é abrigo de um manancial de água potável com as Bacias do Rio das Velhas e São Francisco, e abastece com água de qualidade a Região Metropolitana da capital mineira, entre outros municípios. É importante que se proteja a Serra do Gandarela por unidades de conservação, evitando queimadas, desmatamentos não autorizados e também a exploração do Minério de Ferro irregular, isso além de prejudicar a vegetação também acabará poluindo o Rio das Velhas, que abastece com água potável 60% de cidadãos de Belo Horizonte e municípios do entorno.
O seu segundo plantio realizado no último 23 de outubro, nesse último plantio 150 mudas foram semeadas. E nós, e todos os participantes ficamos muito felizes.  Veja as fotos e o vídeo do plantio:
Também estamos doando mudas do cerrado durante a campanha: ipê amarelo, ipê branco, sucupira, pata de vaca, tamarino e peroba. Basta vir a Ikebana Flores – Av. Getúlio Vargas, 1697, Savassi; de 2ª feira a 6ª feira, no horário de 10h00 às 19h00.  A floricultura on line vai divulgar através de vídeos e fotos as atividades do plantio. Participe, é bem simples e você ajuda o parque plantando a sua muda!
*Crédito